Mudar é viver: um pouco da minha história

Quando criei minha primeira marca, em novembro de 2013, eu estava saindo de um emprego que adorava, – era designer gráfica da Edelbra Editora – para realizar um sonho: me tornar professora universitária.

Quando essa oportunidade surgiu, fazia menos de um ano que eu havia defendido minha dissertação de mestrado. Lecionar era algo que eu queria muito. Meu plano era trilhar o caminho seguido por muitos professores da área: ter uma prática profissional autônoma em paralelo à atividade docente. Quando isso aconteceu, foi muito rápido, simplesmente agarrei a oportunidade quando ela veio!

Como surgiu a YOYO

Foi um momento de mudanças importantes na minha vida. Eu tinha 24 anos e estava investindo todas as minhas fichas na minha carreira. Criei a YOYO ateliê gráfico, com direito a cartões de visita, portfólio impresso, etiquetas postais, site e página no Facebook. Tudo nos conformes para fazer o meu negócio dar certo:

Primeiro Rebranding

Quase três anos depois, em maio de 2016, conforme fui ficando mais madura e experiente como designer, senti a necessidade de fazer o rebranding da marca. Eu queria representar melhor o momento profissional que estava vivendo e atualizar a minha imagem visual.

Criei um logo novo, troquei as cores, renovei o site e os outros materiais. Foi um trabalho artesanal, pensado com calma, o que fez essa mudança ser muito prazerosa!

O resultado desse processo foi algo que me representa até hoje. A tipografia clássica, a sobreposição de letras, de cores, o itálico minúsculo em frente ao romano maiúsculo demonstram para mim uma certa dualidade harmoniosa. A leitura pode ser feita tanto da esquerda para a direita, quanto da frente para o fundo.

Durante cinco anos, fui atualizando os materiais da yoyo – inclusive, troquei a grafia de YOYO em maiúsculo para yoyo em letras minúsculas –, sempre buscando experimentar e ousar nos meus próprios materiais gráficos. Acredito que obtive sucesso no que me propus a fazer com a identidade da minha marca!

A “Nova Laura”

Apesar do meu apego à yoyo, a minha primeira marca, que criei com tanto carinho, senti novamente a necessidade da mudança. Mas, dessa vez, não apenas uma transformação visual, mas também no meu plano de negócios.

Quando fundei a marca, meu desejo era expandir a atuação típica de escritório de design para um espaço onde eu pudesse oferecer serviços integrados de design e impressão criativa. Por isso, o uso do termo “ateliê gráfico”.

Com o passar do tempo, meu contexto se transformou e entendi que eu não assumiria os riscos do que seria, na prática, a abertura de uma gráfica artesanal. Ainda acho essa ideia linda (modéstia à parte) e espero que em uma oportunidade futura eu consiga investir nesse sonho!

Em uma avaliação dos meus 10 anos de trajetória profissional, considerando os projetos que já realizei e os tantos que ainda quero realizar (e é muita coisa!), decidi abraçar de vez meu próprio nome como marca. Agora, a yoyo ateliê gráfico virou Laura Guidali Amaral, Design Editorial:

Com mais essa mudança, quis enfatizar a proximidade, o envolvimento e a dedicação que tenho com os clientes e parceiros por meio de um novo logo, nova assinatura, novo site (este que você está acessando), novas redes sociais e novos materiais de comunicação (todo visual feito por mim!).

Porém, a essência continua a mesma: criatividade para encantar, facilitar e valorizar, aliada à dedicação e o comprometimento com resultados de excelência!


* Mais do blog:

O que é um livro acessível? Entenda
Leitora desde sempre e trabalhando desde 2012 com livros e materiais para educação, sei o …
Conheça o meu trabalho: baixe o EPUB “A falência”
Você já ouvi falar da escritora Júlia Lopes de Almeida? Sabia que ela foi uma …
Making of do livro “A Coragem de Crescer”
Em 2021, uma cliente e amiga me chamou para conversarmos sobre seu novo projeto: reeditar …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.